Rodoliv - Imprensa - Jornal Voz do Campo

Jornal Voz do Campo

Jornal Voz do Campo

  "Na busca de novos mercados

    A Rodoliv – Cooperativa de Azeites do Ródão, CRL foi umas das premiadas, com medalha de Ouro, no Salão do Azeite na Feira Nacional de Agricultura de Santarém.

     Produzido 100% a partir da variedade Galega, o Azeite Ródão – DOP destacou-se pelas suas características únicas e pelos seus aromas frutados e suaves, com forte tendência para o maduro. Oriundo de uma colheita seleccionada, este azeite prima também pela sua baixa acidez e pelos baixos níveis de peróxidos. Para atingir este nível de excelência, a RODOLIV esforça-se por manter sempre os seus olivais acompanhados e bem cuidados, sendo que parte dele está em Produção Integrada. Para a direcção da Cooperativa, este prémio servirá no fundo como montra para o azeite, que de certa forma começa a provocar mais interesse nos consumidores, ou pelo menos tem sido feito um esforço nesse sentido.
     Localizada numa região com uma óptima reputação no que ao olival diz respeito, a RODOLIV aliando a qualidade da matéria-prima com um lagar dotado de todas as condições necessárias para a produção de um produto de excelência tem conseguido manter-se firme no mercado. O segredo passa por aumentar cada vez mais a qualidade, porque se assim não for corre o risco de perder clientes. Atingido este parâmetro, o passo seguinte centra-se na procura de novos mercados, especialmente mercados externos, uma vez que o mercado nacional começa a ficar saturado com azeites espanhóis.
     Neste momento, a nível de exportação a Cooperativa já está a escoar o seu produto para a França e em negociação com o Brasil. É por estas razões que está também a apostar em novos projectos, nomeadamente na área de embalamento e transformação, para além de estar a procurar encurtar a mão de obra, através de uma maior automatização do processo da apanha.
     Neste sentido tem havido uma forte campanha de sensibilização junto dos associados para que a azeitona seja entregue o mais rápido possível na Cooperativa, e para que os tempos de espera entre a apanha e a entrega da azeitona sejam diminuídos em detrimento da qualidade do azeite. “Os produtores estão a aderir bem, e com este prémios irão ainda se entusiasmar mais”, avança a direcção. A prova-lo esta também o aumento do número de sócios, situando-se actualmente nos 500 associados.
     No entanto este forte incremento de produtores ligados à Cooperativa veio levantar algumas preocupações nomeadamente a da comercialização. Se até então, nunca existiram problemas em fazer o escoamento do produto, este aumento de produtores e consequentemente da produção está a levar a RODOLIV a procurar novas soluções e novos mercados, podendo desta forma deixar a venda a granel e começando a engarrafar mais azeite.
     Segundo os seus directores, desde que existam compromissos de comercialização a cooperativa não tem problemas em criar até uma nova marca, mas mantendo sempre a premissa da qualidade e sempre pensando naquilo a que a cooperativa consegue dar..."